sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Marketing de Guerrilha e Emboscada

“-Atenção P1! Aeronave se aproximando!”...”-P2, preparem o elemento surpresa!”...”alvo se aproximando!”...”ataque!”...”missão cumprida!”... “operação efetuada com sucesso!”.

Este diálogo poderia ter acontecido num campo de batalha, mas tudo isso aconteceu no aeroporto de Foz do Iguaçu durante a chegada do “Sungaboy”- um hilário personagem criado pela Agência Espalhe- Marketing de Guerrilha para o Trident Splash.
Seguindo a linha da campanha da Espalhe, as empresas anfitriãs: Agência
Trafor, Loumar turismo e Clickfozdoiguaçu criaram duas ações de “emboscada” para recepcionar o Sungaboy.


A primeira ação aconteceu na saída do aeroporto de Foz do Iguaçu, na qual o Sungaboy foi surpreendido por alarmantes gritos e assédios de uma bela fã (atriz) que clamava por um autógrafo.
O objetivo desta ação era chamar a atenção das pessoas para o fato da presença do Sungaboy na cidade e consequentemente “aproveitar” a inusitada situação para divulgar os endereços do Twitter:
@trafor, @iguassufalls e @clickfoz que apareciam estampados numa sunga vermelha, autografada pelo Sungaboy.






A segunda emboscada aconteceu na recepção do
Hotel Bella Italia.
No clima de splashes, o Hotel Bella Itália também entrou na onda do marketing de emboscada* e resolveu criar o "Mini-splash surpresa" para o garoto de sunga vermelha. Ao entrar no Hotel Bella Italia o Sungaboy foi novamente surpreendido, agora pelos recepcionistas, com um banho de água em plena recepção. O pequeno splash surpeendeu a todos, arrancado risos e a empatia pela campanha. Enfim, visitantes e anfitriões comemoraram a chegada a do Sungaboy a Foz do Iguaçu com um brinde de espumante.




video

A missão

O Sungaboy tem a missão de realizar o 7splash, ou seja, visitar sete maravilhosos splashes do mundo e coletar uma pequena quantidade de água e Foz do Iguaçu, terra das Cataratas, certamente foi o cenário perfeito para o sexto splash do garoto de sunga.

Marketing de emboscada

Emboscada é uma forma de mídia alternativa que pega carona na cena ou campanha de grandes marcas, ou seja, é um esforço planejado, para se associar indiretamente a um evento ou marca. Segundo a agência Espalhe, a emboscada consiste na criação de ações no entorno ou dentro de eventos que chamem a atenção para outra marca. Isso, obviamente, sem pagar cotas de patrocínio e dentro da lei.

Marketing de guerrilha

O termo marketing de guerrilha vem da guerrilha bélica, ou seja, é um tipo de guerra não convencional no qual a principal estratégia é a ocultação e extrema mobilidade dos combatentes, chamados de guerrilheiros.
Para
Jay Conrad Levinson, no seu livro Guerrilla Marketing, as ações de marketing de guerrilha são executadas de maneiras não convencionais e com orçamentos “apertados”. Levinson diz que pequenas empresas precisam de estratégias de marketing diferentes de empresas grandes. A falta de recursos dos pequenos negócios e a briga com as grandes marcas pelo espaço na mente do consumidor tornam as campanhas de guerrilha uma ótima alternativa.
O marketing de guerrilha tem a capacidade de gerar mídia espontânea, por ser uma ação inusitada, impactante e polêmica se propaga rapidamente, seja de forma viral na internet ou boca a boca.